FPM deve ter queda de R$30 milhões em junho e festas juninas são ameaçadas

A crise econômica segue causando efeito nos municípios paraibanos e agora coloca em “xeque” o São João de várias cidades. Por isso, a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) está orientando os 223 municípios do Estado a buscarem parcerias público-privadas (PPP’s) para a realização dos festejos juninos. O motivo é que a federação estima uma queda na ordem de R$30 milhões no repasse do fundo de participação dos municípios (FPM) do próximo mês (junho) para todas as cidades da Paraíba.

George Coelho, presidente da Famup e prefeito da cidade de Sobrado, considera a situação alarmante. Ele destaca como efeitos da crise a PPP feita em Campina Grande que já chega ao terceiro ano e o cancelamento dos grandes shows na cidade de Patos, Sertão.

“A situação não é nada agradável. É um mês de festa junina e a gente vê com bons olhos que os queridos gestores tomem precaução pra gente poder atravessar melhor essa fase. Uma cidade como Campina Grande que tem arrecadação própria e economia pujante, teve que fazer dessa forma (PPP). O prefeito quer que o poder público dê essa alegria ao povo, mas a gente sabe das condições. Patos está no mesmo caminho. A situação econômica do país hoje não é nada favorável”, lembrou em entrevista a Campina FM.

O presidente da FAMUP disse que as PPP’s devem ser o futuro, sendo utilizadas até mesmo em outros eventos das cidades. Essa seria uma forma de diminuição de despesas para os municípios.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta