Coteminas vai fechar setor com 400 trabalhadores, afirma sindicato

O mercado de trabalho de Campina Grande deve sofrer um duro golpe nos próximos dias. É que a empresa Coteminas, principal empreendimento do ramo têxtil na cidade, deve demitir cerca de 400 funcionários. A informação é do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação e Tecelagem, que aponta para a questão hídrica como razão para os cortes. As demissões representam também o fim da tecelagem na Rainha da Borborema.


” Esse setor está sendo fechado. A empresa vai reaproveitar parte desses funcionários, mas o setor de tecelagem hoje está se encerrando devido à crise. A unidade de Campina Grande terá apenas fiação, por isso não serão exatamente 400 demissões. Alguns passarão por treinamentos em João Pessoa e Montes Claros e vão trabalhar na fiação quando o setor for aberto na cidade”, disse a presidente do sindicato, Ana Paula, em entrevista à rádio Campina FM.


Ela ainda explicou que o fim do setor na Coteminas representa o fim da tecelagem na cidade. A causa seria a falta de água. “É a questão hídrica. Eu lembro que cinco anos atrás existiam mais duas empresas e com o racionamento as empresas acabaram saindo”, completou.

FOTO EXAME ABRIL

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta