Denunciado por “empregos fantasmas”, vereador diz estar sendo perseguido

A Polícia Civil está investigando uma denúncia, feita anonimamente junto ao Ministério Púbico, da existência de funcionários fantasmas, que receberiam sem trabalhar, no gabinete do vereador Alexandre do Sindicato (PHS). A denúncia foi feita no ano de 2016 e ganhou repercussão na semana passada na Câmara Municipal de Campina Grande.

Nessa segunda-feira (20), durante sessão na Casa de Félix Araújo, Alexandre fez um pronunciamento e disse estar sendo vítima de perseguição. Após o pronunciamento, ele deu entrevista e disse que essa suposta perseguição existiria desde 2013.

“Desde2013, quando eleito pela primeira vez, eu venho sofrendo constantes denúncias. são denuncias feitas ao Ministério Público anonimamente. Uma delas foi feita por Tiradentes. Ressuscitaram Tiradentes e fizeram uma denúncia no Ministério Público do Trabalho e no Ministério Público Federal de que todos os meus parentes estariam na direção do sindicato. Mas provamos por ‘a+b’ que o sindicato tem feito o trabalho que lhe compete e o processo foi arquivado”, disse.

Sobre as denúncias mais recentes, de 2016, o parlamentar disse já ter provado que isso não teria acontecido. “Em 2016 foram feitas novas denúncias anônimas de que existiriam funcionários fantasmas em nosso gabinete. Mas já provamos que isso não acontecia e o processo foi arquivado”, pontuou.   

Alexandre ainda disse não saber de onde partiria a perseguição, mas acredita que estaria sendo perseguido porque toca em muitos assuntos que antes não eram debatidos na Câmara. Ele desafiou os denunciantes a debater em praça pública e falou que não está perdendo noites de sono por conta disso.

“Tenho minha vida limpa, pautada pelo meu trabalho. Agora sei de onde vêm essas denúncias e sei que com meu trabalho aqui na casa eu desagrado a muitos. Continuem me denunciando. desafio qualquer um para irmos à Praça da Bandeira. Agora tem que apurar. o meu papel é responder tranquilamente. Não perdi uma noite de sono, estou dormindo até mais do que antes e também nem perdi o apetite”, concluiu.  

FOTO DIVULGAÇÃO INSTAGRAM

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta