“Agulhadas foram causadas por indivíduo que queria causar pânico”, diz delegado geral da PC

Há um ano, o caso das agulhadas causava pânico no Parque do Povo e ainda hoje gera discussões das mais diversas em toda a cidade. Em entrevista concedida na manhã desta sexta-feira (7), durante solenidade do Governo do Estado no Sesc Centro, em Campina Grande, o delegado geral de Polícia Civil, Isaías Gualberto, disse que o caso foi provocado por alguém que queria causar pânico em um ambiente de grande aglomeração, afirmando inclusive que o número real seria bem menor do que o noticiado na época.

” Houve também no carnaval desse ano, em Olinda (PE). Em relação ao que foi noticiado foi um número bastante reduzido. A maioria dos casos não foram comprovados. Feito por uma pessoa só para causar o pânico onde há grande aglomeração de pessoas”, disse o delegado geral.

Ele também prometeu mais efetividade nesse ano, caso algum tipo de fato dessa natureza venha a ser registrado no Parque do Povo. “Esse ano, com certeza, vamos dar uma resposta mais rápida com esse maior efetivo e fatos dessa natureza não ocorrerão”, prometeu.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta