PF cumpriu sete mandados de prisão em nova fase da “Famintos”; confira nomes

Sete, de oito, mandados de prisão e 14 de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta quinta-feira (22) em Campina Grande na segunda fase da Operação Famintos, que apura fraudes em licitações e o consequente desvio de verbas públicas que seriam destinadas para a merenda escolar na Rainha da Borborema. Entre os presos está o vereador Renan Maracajá (PSDC). O parlamentar foi detido em casa no bairro do Alto Branco e encaminhado para a sede da Polícia Federal na cidade.

Renan Maracajá havia sido citado na primeira fase da operação, quando compareceu a PF, prestou depoimento e disse estar à disposição da justiça para esclarecer os fatos. Na época, ele negou qualquer tipo de envolvimento com os demais citados no crime. Ele prestou depoimento no dia 25 de julho.

No final da manhã foi realizada uma entrevista coletiva na sede da Polícia Federal, onde delegados da PF e representantes da Controladoria Geral da União e Ministério Público Federal explicaram os desdobramentos da segunda fase da operação. Segundo os investigadores, as empresas continuam tentando atuar de maneira fraudulenta na monopolização de contratos. Os líderes do esquema contratariam pessoas, as quais pagavam valores fixos por mês, para que elas apenas se colocassem como proprietárias de empresas de “fachada”.

Pelo que apuraram os responsáveis pela investigação, os prejuízos aos cofres públicos já superariam R$3 milhões.

Confira a lista dos oito alvos de mandado de prisão

ROBERTO ALVES PINHEIRO

LISECÍLIO DE BRITO JÚNIOR

ANDRÉ NUNES DE OLIVEIRA LACET

SEVERINO FRANÇA DE MACEDO NETO

EDNA IARA DOS SANTOS

ÂNGELO FELIZARDO DO NASCIMENTO

RENAN TARRADT MARACAJÁ (VEREADOR)

PABLO ALYSSON LEITE DINIZ

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta