Com tornozeleira eletrônica, homem é preso suspeito de quatro crimes em CG

Um homem foi preso na manhã desta quarta-feira (28) em Campina Grande suspeito de pelo menos quatro crimes: o roubo de um carro, um ataque a um posto de combustíveis, o roubo de uma moto e uma tentativa do roubo de outra motocicleta. João Witor Santos de Oliveira, de 18 anos, foi preso no bairro das Cidades. Com ele, a polícia encontrou um veículo com restrição de roubo.

O suspeito foi reconhecido como sendo um dos criminosos que na noite de ontem (27) praticaram vários roubos em Campina Grande. Quatro criminosos roubaram um veículo no Canal do Prado, no Catolé, e depois roubaram um posto de gasolina na Avenida Juscelino Kubitschek, no Presidente Médici. No local, os bandidos roubaram dinheiro dos frentistas e a motocicleta do vigilante. Em seguida, partiram para o Bairro das Três Irmãs, onde tentaram roubar uma outra motocicleta.

Hoje, por volta de 9h, a equipe de investigadores da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande localizou o suspeito com um veículo com restrição de roubo, uma arma de fogo, supostamente utilizada nas ações, várias peças de roupas, maconha e um colete balístico.
O suspeito é “velho” conhecido das forças policiais de Campina Grande, tendo várias passagens quando adolescente, sempre por roubo/furto de veículos. No final do ano passado, foi preso pela DRF após praticarem dois furtos qualificados na modalidade “marcha ré”, tanto é que ainda portava a tornozeleira eletrônica quando foi preso.


Outro suspeito também foi identificado e será indiciado pelos crimes em questão. João Witor encontra-se recolhido na carceragem da Central de Policia Civil e será apresentado ao Judiciário para audiência de custódia.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta