MP investiga superfaturamento na compra do “Acauã 2”

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) está investigando uma denúncia de superfaturamento na compra do helicóptero “Acauã 2”, que é utilizado pelas forças de segurança do estado. A aeronave foi adquirida durante o segundo mandato do ex-governador Ricardo Coutinho pelo valor de R$17 milhões. O preço estaria acima da média de mercado.

A denúncia foi feita pelo deputado estadual Cabo Gilberto Silva, do PSL. Segundo o parlamentar, uma aeronave semelhante foi comprada pelo Estado do Rio de Janeiro no mesmo período pelo valor de R$15 milhões, ou seja, R$2 milhões a menos.

“Denunciamos aqui na tribuna da Assembleia Legislativa o superfaturamento e comprovamos com documentação do próprio Estado. Ele (Ricardo Coutinho) adquiriu uma aeronave bem mais cara do que a aeronave do mesmo modelo do Estado do Rio de Janeiro. E também que a comissão formada para assinar e receber esse helicóptero foi modificada porque esse helicóptero que veio para a Paraíba veio diferente do que estava no papel em vários itens de segurança. Essa comissão não aceitou por duas vezes, ela foi destituída pelo Estado e colocaram pessoas comissionadas que tinham que assinar de todo jeito porque senão seriam colocadas para fora, porque a comissão anterior era formada por servidores efetivos”, disse em entrevista a Rádio Campina FM.  

“O helicóptero até hoje não funciona. Só aparece na época de eleição ou de um evento de grande porte para o Estado mostrar a pirotecnia da propagando quando na realidade é totalmente diferente. O Estado lesou os cofres públicos, mostrando que não há compromisso com a segurança e com a sociedade”, pontuou o deputado Cabo Gilberto Silva.       

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta