PF investiga fraude no “Bolsa Família” em CG e faz busca na casa de servidor

A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas da manhã deste terça-feira (22), em Campina Grande, a Operação Simbiose, que tem como objetivo investigar e combater fraudes no processo de concessão do programa Bolsa Família, do Governo Federal. Foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência de um servidor da PMCG que está lotado na Secretaria Municipal de Assistência Social e era o responsável pela atualização do cadastro dos interessados.

A notícia-crime foi feita pela própria Secretaria Municipal de Assistência Social. De acordo com a Polícia Federal, o homem cobrava vantagens das famílias para alterar dados na hora do cadastro e assim garantir um benefício maior para a família ou gerar benefício para uma família que não se encaixasse no perfil do programa social. “Assim, valendo-se de sua condição na Secretaria Municipal de Assistência Social de Campina Grande/PB, o servidor realizava a inserção ilícita de dados falsos no Sistema CadÚNICO, com o intuito de gerar o pagamento ou majorar o valor pago do benefício daqueles contemplados no Programa, mediante cobrança de valores indevidos”, esclareceu o comunicado feito a imprensa de Campina Grande.

Operação Simbiose

O nome da operação é uma alusão à cooperação prestada pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Campina Grande/PB à Polícia Federal para instrução da investigação.

Coletiva

A Secretaria Municipal de Assistência Social informou que realizará uma entrevista coletiva, com data e horário que ainda serão definidos, para dar detalhes sobre o caso.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta