Água não deve chegar em Boqueirão até dezembro, alerta especialista

As águas da transposição do Rio São Francisco não devem chegar no açude de Boqueirão, que abastece Campina Grande em mais 18 cidades, até dezembro. Quem garante é o especialista em recursos hídricos, Isnaldo Costa, que esteve em visita técnica ao eixo leste da obra que promete garantir segurança hídrica para quatro estados do Nordeste (Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará) e ser a verdadeira redenção para uma população de 12 milhões de brasileiros.   

Isnaldo visitou a barragem Barro Branco, que fica em Custódia (PE), a nove quilômetros da Estação de Bombeamento 6 (EBV – 6). Segundo ele, o nível do reservatório ainda é baixo, como é possível ver nas fotos e no vídeo abaixo, e ainda está distante da sangria, que fará a água seguir caminho até a Paraíba.

Fotos e vídeo Isnaldo Costa e Sérgio Lustosa

Ao todo, são 13 quilômetros até Monteiro e 140 quilômetros até o açude de Boqueirão. O manancial está com 17,4% da capacidade máxima e o especialista pede que a população possa agir com racionalidade diante do período de incerteza hídrica, sobretudo, quando se trata da transposição do Rio São Francisco, que em 2019 foi castigada com frequentes problemas em barragens, precisando o bombeamento ser interrompido mais de uma vez ao longo do ano.

Retomada

Na última segunda-feira (11), durante solenidade de entrega do Complexo Habitacional Aluízio Campos, o ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Canuto disse que o bombeamento do eixo leste da Transposição do Rio São Francisco havia sido retomado no sábado (9) e durante a semana foi disseminada a possibilidade de que até o final do mês a água chegasse até o Portal Monteiro, que fica no Cariri paraibano.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta