Conheça o goleiro que largou na frente e pode colocar Pantera no banco da Raposa

Adilson Tinoco Rezende Júnior ou simplesmente Adilson Júnior. Esse candango de 31 anos é uma das primeiras surpresas nos treinamentos de pré-temporada do Campinense. Isso porque o goleiro largou na frente do veterano e ídolo da torcida rubro-negra, Pantera, na briga pela camisa um da Raposa. O jogador treinou na equipe considerada titular no primeiro treino coletivo, que aconteceu no último domingo, e deve aparecer entre os titulares no jogo-treino contra o Náutico Clube Retiro, time amador do município de Lagoa Seca.

Adilson Jr foi titular no primeiro coletivo da Raposa (Foto: Samy Oliveira)

Além do jogo treino, o goleiro vai ter pelo menos dois jogos amistosos contra o América de Natal, dias 21 e 28 de dezembro, para confirmar a titularidade. A Raposa estreia no Campeonato Paraibano no dia 19 de janeiro contra o Sport Lagoa Seca no Estádio Amigão.

Em entrevista concedida na tarde de ontem no Estádio Renatão, o goleiro disse não se incomodar com o carinho da torcida com Pantera, que conquistou o acesso à Série B em 2008 além do título da Copa do Nordeste, fazendo grandes atuações, em 2013. “Eu vim para procurar meu espaço para que eu possa fazer um bom trabalho e dar seguimento na carreira. É muito gratificante poder trabalhar com um cara que é uma referência dos torcedores.  Para mim é um referência e vou tirar as qualidades para que também possa construir uma história dentro do Campinense”, disse.

Pantera larga atrás, mas segue brigando por espaço no gol da Raposa (Foto: Samy Oliveira)

Sobre a titularidade, o atleta, naturalmente, jogou a responsabilidade para o técnico Oliveira Canindé. “Quando a gente é contratado é indiferente se vai jogar ou não. Eu vim pra cá sabendo que tem o Pantera que é um ídolo da torcida. É bonito ver o carinho que a torcida tem por ele, por tudo que ele conquistou aqui dentro. Temos o João, que é um menino novo. Mas estamos trabalhando de igual para igual e a decisão é do Canindé. Acredito que por quem ele optar para começar vai estar bem servido”, pontuou.

Carreira

O último clube do goleiro foi o Goytacaz (RJ). Mas ele também já trabalhou em equipes como São Bento (SP), Friburguense (RJ) e Novorozontino (SP), além do Vitória de Setúbal de Portugal.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta