Dois são mortos instantes antes da virada em Fagundes

Dois homens foram mortos faltando dez minutos para a virada do ano em Fagundes, Agreste paraibano. O crime aconteceu precisamente às 23h50 desta terça-feira (31). Rosinaldo Mendes da Silva, de 36 anos, participava de uma festa em uma casa na companhia de outras pessoas, quando o aposentado Manoel Araújo Sobrinho, de 70 anos, chegou ao local pedindo um papel para fazer um cigarro. O homem voltava para casa, onde comemoraria o réveillon na companhia da esposa e dos 12 filhos. Porém, homens chegaram armados e efetuaram vários disparos de arma de fogo e os dois homens morreram na hora.

Possivelmente o alvo da ação criminosa fosse apenas Rosinaldo, que já tinha quatro passagens pela polícia, todas envolvendo questões familiares com uma companheira, com quem ele tinha três filhos. Apesar de não viver sendo ameaçado, Rosinaldo tinha alguns desafetos e inclusive não falava com algumas pessoas na cidade por conta de rixas.

Um irmão dele, Osildo Mendes da Silva, disse que por várias vezes aconselhou o irmão a mudar de vida e colocar um basta nas brigas com a mulher, porém ele não mudava.

Até o final da tarde desta quarta-feira (1) os corpos ainda não haviam sido liberados pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande. Na comunidade todos estão revoltados com a morte de Manoel Sobrinho, um homem que era praticamente uma unanimidade na cidade.

Manoel Sobrinho parou para pedir um papel de cigarro e foi morto

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta