Mulher sofre tiro na perna e acusa policial de “dar” arma para crime

Maria José Marques Macêdo (foto), de 44 anos, sofreu um disparo de arma de fogo na perna direita na noite dessa segunda-feira (6). O fato aconteceu no bairro da Conceição e ela acusa um policial militar, identificado como sargento Santos, como responsável por entregar uma arma para a companheira dele, que teria efetuado os disparos. Um menino de quatro anos também teria sido baleado de raspão no ombro. Ela foi atendida no hospital de Trauma de Campina Grande, recebeu alta e na tarde desta terça-feira registrou boletim de ocorrência na Central de Polícia.

Segundo ela, tudo aconteceu após um homem, que estaria sob efeito de álcool e teria sido agredido pelo policial há uma semana, passar na frente da casa e chutar o portal. O casal teria saído agressivo de dentro da residência. O policial teria armado a mulher e também armado eles teriam ido tirar satisfação na porta dela, onde pelo menos seis pessoas, duas crianças, conversavam.

“Ela descarregou o revólver. Eles nem perguntaram nada, foram logo atirando e dizendo que a gente tava chutando o portão. Ele deu uma pistola nos peitos do meu marido e agiu com muita agressividade”, relatou ao programa Patrulha da Cidade da TV Borborema.

A polícia civil informou que está investigando o caso e que o policial militar será responsabilizado por tentativa de homicídio. O delegado Pedro Ivo, titular da décima delegacia seccional, disse que já solicitou informações do homem ao Décimo Batalhão da Polícia Militar, onde ele é lotado.

O Batalhão informou que o policial é reformado, destaca na cidade de Lagoa Seca e já foi chamado para prestar esclarecimentos.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta