PB descarta mais de 20 casos de covid-19, mas números suspeitos continuam subindo

A Paraíba recebeu o resultado de 24 casos suspeitos de covid-19 nessa quinta-feira (19) e todos foram descartados. Por outro lado, o número de casos suspeitos subiu para 114. Até o momento, o Estado tem apenas um caso confirmado, de um indivíduo idoso do sexo masculino em João Pessoa. Ao todo, 40 casos já foram descartados. Porém, algo que vem causado inquietação na população do Estado é a lentidão na divulgação dos resultados dos casos suspeitos, principalmente diante dos avanços em escala nacional no que diz respeito a investigação dos casos.

Em função desse estado de alerta e especialmente tensão para a população, novas medidas passaram a ser adotadas pelos governos estadual e municipais. Nessa quinta-feira, em reunião com os prefeitos das principais cidades do Estado, João Pessoa e Campina Grande, o governador João Azevedo anunciou mais medidas de prevenção ao vírus, como a implantação de barreiras sanitárias nos aeroportos da Paraíba e nas rodovias federais que interligam o Estado com os que têm casos confirmados da Covid-19; interrupção de embarcações turísticas e de esporte no Litoral paraibano e de atividades nas academias, ginásios e centros esportivos públicos e privados; e a suspensão temporária de cultos e eventos religiosos.  

Também ficou definido que o poder público poderá requisitar, em caráter excepcional, o usufruto de bens e recursos, em especial de médicos, leitos, materiais, medicamentos, insumos, por tempo indeterminado, mediante justa remuneração arbitrada pelas autoridades competentes. 

A gestão estadual ainda anunciou que irá suspender o desembarque e a circulação da tripulação de navios de carga no Porto de Cabedelo e das atividades das feiras de negócios do Mercado de Artesanato Paraibano e do Centro de Artesanato Júlio Rafael.

A distribuição de leitos de internação e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em João Pessoa e Campina Grande também foi discutida. 

O governador também assegurou que a gestão estadual irá compartilhar com os municípios recursos provenientes do Governo Federal, destinados ao combate do coronavírus, para auxiliar na alocação de pessoal e equipamentos de suporte à vida.  

Ele ainda detalhou os pleitos apresentados pelo Fórum de Governadores do Brasil  ao governo central para reforçar as ações na saúde e na economia – como a liberação emergencial de recursos para as Secretarias Estaduais de Saúde, suspensão dos pagamentos de amortização e juros de dívidas com a União e bancos públicos, aprovação das medidas contidas no Plano Mansueto e rebaixamento da meta de superávit primário do governo federal.

Ao término da reunião, os prefeitos Luciano Cartaxo (João Pessoa) e Romero Rodrigues (Campina Grande) fizeram avaliações positivas do encontro, que deixou diferenças políticas de lado em prol do bem da população.

Campina Grande

A última medida anunciada em Campina Grande em função da pandemia do novo coronavírus foi a diminuição gradativa da frota de ônibus, como já acontece em outros Estados. A partir desta sexta-feira (20) 19% da frota será reduzida pela manhã e 28% no período da tarde,

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta