Homem é preso suspeito de matar a própria tia a mando de traficantes

Um homem foi preso no município de Cuité, Curimataú paraibano, suspeito de assassinar a própria tia, Maria de Fátima Dantas Silva, a Fatinha. Segundo a polícia, o crime foi encomendado por traficantes, porque a mulher era usuária e costumava “conversar demais” a respeito do tráfico na cidade. Ela foi morta em novembro de 2019. O sobrinho foi preso nesta terça-feira (12) pelo Núcleo de Homicídios e o Grupo Tático Especial (GTE) da 13ª Delegacia Seccional.

“O problema é que ela falava demais sobre o tráfico na região e as pessoas que comercializam as drogas, e isso acabava desagradando os traficantes. Conforme apuramos na investigação, ela já havia sofrido uma sessão de tortura dias atrás (antes da morte), praticada pelo sobrinho e alguns comparsas, justamente por causa desse suposto comportamento”, disse o delegado Iasley Almeida.

Um dia antes de ser morta, Maria de Fátima reuniu várias pessoas em sua casa, entre elas o seu sobrinho, e mais uma vez foi alertada por ele que “calasse a boca” sobre os assuntos do tráfico. “Mas aí, ela respondeu que estava em sua casa e falaria o que quisesse. Ela foi novamente agredia pelo sobrinho e seus comparsas e chamou a Polícia Militar, mas os suspeitos fugiram antes de os policiais chegarem. No dia seguinte, Fátima foi assassinada com vários disparos de arma de fogo”, detalhou Iasley.

O suspeito preso foi encaminhado a uma unidade prisional, onde permanece à disposição do Poder Judiciário.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta