Governador promete mais 147 leitos para enfrentamento da Covid-19 na Paraíba

O governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou, nesta quinta-feira (4), a abertura de mais 147 leitos destinados ao tratamento da Covid-19 no Estado. Os novos leitos serão distribuídos pelas três macrorregiões de Saúde da Paraíba, contemplando os municípios de João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Patos, Pombal e Piancó.

Somados aos 140 leitos já abertos nos últimos dias, o governo disponibilizará um total de 287 leitos quando todos estiverem ativados, sendo 78 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 161 de enfermaria e 48 unidades de decisão clínica.

O chefe do executivo estadual  disse que o governo está se esforçando para garantir a abertura de novos leitos para o enfrentamento da pandemia. “Nós temos feito um esforço muito grande para disponibilizarmos uma infraestrutura hospitalar que seja capaz de enfrentar o pico da pandemia que estamos vivendo (segundo especialistas a maior alta de casos na Paraíba aconteceu em julho de 2020). A capacidade de abrir leitos é limitada, não só em função dos equipamentos disponíveis, mas, principalmente, de mão de obra da equipe médica para fazer com que os leitos entrem em operação”, ponderou.

Cuidados

João Azevêdo ainda apelou para que a população mantenha os cuidados recomendados pelas autoridades sanitárias. “Mais uma vez, vale o recado. Nós temos que nos preservar, manter o distanciamento social, usar máscaras em espaços públicos, higienizar as mãos constantemente, isso nos manterá vivos até a chegada da vacina”, pontuou.

De acordo com o gestor, o estado deverá receber uma quantidade maior de doses das vacinas contra a Covid-19 em março, permitindo a ampliação do público imunizado. “Com a expectativa da chegada de mais doses, entraremos em um ritmo diferente de vacinação. Estamos perto de conseguir a proteção da população, que só acontecerá com a vacina, por isso, peço que se cuidem, o estado está fazendo a sua parte, mas precisamos da colaboração de todos”, finalizou.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta