Campina Grande ganha equipamentos que vão ampliar capacidade de atendimento na rede hospitalar

Campina Grande ganhou nesta segunda-feira (7), cinco aparelhos de hemodiálise e 25 monitores multiparâmetros, que vão ampliar a capacidade e elevar a qualidade do atendimento na rede hospitalar municipal. A entrega aconteceu no Hospital Municipal Dr. Edgley Maciel, dois dias após o prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) ter visitado a unidade e garantido a aquisição dos equipamentos.

Os cinco aparelhos de hemodiálise vão aumentar a capacidade de atendimento do Hospital Dr. Edgley, em até 30 pacientes por mês. “Cada máquina dialisa até três pacientes por dia, durante três horas, três vezes na semana. Ou seja, existe uma capacidade de novos seis pacientes por cada equipamento, o que dá 30 pessoas no mês. É uma expansão da capacidade muito significativa”, disse o prefeito Bruno.

Por mês, o Hospital Municipal Dr. Edgley Maciel realiza procedimento de hemodiálise em cerca de 140 pessoas. O investimento é de cerca de R$ 350 mil. “Os pacientes renais têm uma dura batalha durante o tratamento. Ter a garantia de fazer o tratamento de forma segura, com equipamentos novos e modernos, traz um conforto e alívio nesse processo difícil”, disse o prefeito.

Monitores hospitalares

O Município também adquiriu 25 monitores multiparâmetros, que serão utilizados na rede hospitalar municipal, incluindo o próprio Hospital Dr. Edgley, o Hospital da Criança e do Adolescente (HCA), o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), e o Complexo Hospitalar Municipal Pedro I.

Os monitores são utilizados no tratamento de pessoas internadas em leitos de UTI, tanto pacientes com covid, como de outras enfermidades. Os monitores ajudam a verificar constantemente os indicadores de saúde dos pacientes. O investimento é de cerca de R$ 250 mil, totalizando mais de meio milhão de reais em equipamentos. “Estamos consolidando a nossa rede de saúde do SUS, aumentando a capacidade de atendimento e equipando nossos serviços”, completou o prefeito.

Reforma no Edgley

O hospital também está passando por uma grande reforma e ampliação para receber 40 novos leitos, sendo 30 de enfermaria e 10 de UTI. O Centro cirúrgico, com quatro salas de cirurgia, está sendo recuperado. O local vai receber ainda uma sala de estabilização, com dois leitos e respiradores; e sala de observação, com seis poltronas.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta