OPERAÇÃO FAT BOY: Polícia prende grupo suspeito de assaltos que eram marcados por violência em cidades da PB

Três homens foram presos suspeitos de roubos a veículos e em residências nesta quarta-feira (30). A operação, denominada Fat Boy (Garoto Gordo) foi realizada pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DRF-CG), com o apoio da Delegacia Seccional de Esperança e aconteceu nas cidades de João Pessoa, Esperança e Campina Grande. Durante a ação ainda foram apreendidos entorpecentes, dinheiro e apetrechos típicos da comercialização de drogas ilícitas.

O grupo criminoso agia de forma violenta, empregando arma de fogo para adentrar nas casas e roubar as vítimas, que depois eram amarradas com fios de cobre e trancafiadas e um dos compartimentos do imóvel, ao mesmo tempo em que realizavam um verdadeiro arrastão de vários eletrônicos e demais objetos da casa. Após o crime, os bandidos fugiam no próprio carro das vítimas.

O líder do bando era descrito pelas testemunhas e vítimas como um sujeito frio, violento e “corpulento”, e após investigações que duraram cerca de três meses foi descoberto que o mesmo sempre se evadia ao cerco policial dando nomes falsos, contudo, sua verdadeira identidade acabou sendo revelada após oitivas dos demais comparsas que apontaram apenas que a alcunha do líder do grupo era “GORDO ALAN” e/ou “ALISSON GORDO” (daí o nome da operação “FAT BOY”).

Drogas e celulares para presídios

Os integrantes do bando já respondiam a diversos crimes como tentativa de homicídio, roubo, porte de arma de fogo, receptação e ainda estavam agindo no tráfico de drogas na cidade, transportando celulares e entorpecentes para dentro do Presídio Serrotão e Penitenciária Padrão de Campina Grande. Há inclusive inquérito em curso onde os acusados estão sendo investigados ainda por um homicídio ocorrido em fevereiro deste ano na cidade de Esperança. Apenas suspeito conseguiu escapar do cerco policial na operação, contudo, as diligências continuam com o objetivo de realizar a captura dele.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta