Sitrans vai levar problema da “invasão” de faixa de ônibus a reunião de comitê

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Campina Grande (Sitrans) vai levar à próxima reunião do Comitê Técnico de Mobilidade Urbana do município (CTMU) o problema da invasão da faixa exclusiva de ônibus em alguns pontos da cidade, sobretudo na Avenida Floriano Peixoto, maior artéria da Rainha da Borborema.

Na semana passada, o Sitrans tratou publicamente a respeito do tema, mas, de acordo com o diretor institucional Anchieta Bernardino, até agora nenhuma providência foi adotada pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), de modo que a faixa continua sendo indevidamente ocupada por veículos de passeio.

“O transporte coletivo precisa de uma maior atenção por parte do poder público. Não adianta apenas criar medidas, como é o caso da faixa, para depois abandoná-las deixando de fiscalizar o seu cumprimento. Quem perde com isso é o povo, é o passageiro e a mobilidade urbana como um todo”, explicou.

Segundo Anchieta, e conforme imagens apresentadas pelo Sitrans, motoristas de veículos de passeio ocupam o corredor de ônibus tanto para transitar como até mesmo para estacionar, o que, além de inutilizar o objetivo dessa faixa, representa graves riscos de acidentes.

“E essa ausência de fiscalização está fazendo com que as pessoas sintam que a faixa exclusiva não precisa ser respeitada, o que agrava gradualmente o problema. Ou seja, o poder público, ao se colocar complacente, acaba por incentivar o desrespeito a uma ação que ele mesmo, por força do Plano de Mobilidade, adotou”, analisou Anchieta.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta