PRF informa que ainda não há pontos de interdição de caminhoneiros na Paraíba

Desde ontem a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba vem monitorando as rodovias federais que cortam o Estado em função de bloqueios parciais que foram feitos por caminhoneiros em 15 Estados do país, de acordo com  o último boletim divulgado pelo Ministério da Infraestrutura.

Segundo o balanço, à 0h30 desta quinta-feira (9) havia casos identificados nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, São Paulo e Pará.

Na Paraíba a PRF se manifestou pela última vez às 6h20 desta quinta (9) informando que “Não há nenhum ponto de interdição em rodovias federais da Paraíba”.

Entenda o movimento

A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística) divulgou uma nota de repúdio às paralisações, segundo ela, organizadas por caminhoneiros autônomos.

“Trata-se de movimento de natureza política e dissociado até mesmo das bandeiras e reivindicações da própria categoria, tanto que não tem o apoio da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos”, diz o texto da associação, assinado pelo presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio.

A entidade, que congrega cerca de 4 mil empresas de transporte, disse ainda estar preocupada com os efeitos que bloqueio nas rodovias poderão causar, especialmente em relação ao abastecimento dos setores de produção e comércio.

Blog do PP com  informações do Estadão Conteúdo e de Elisabeth Matravolgyi, da CNN, em São Paulo
Foto Chico Ferreira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta