Covid-19: 22 estados têm taxa de ocupação abaixo de 50%; Veja situação da Paraíba

Com 139,2 milhões de brasileiros que receberam a primeira dose e dos 75,4 milhões que já concluíram o esquema vacinal, o Brasil deu mais um passo e avançou no registro cada vez menor da taxa de ocupação de leitos Covid-19 (clínicos e de UTI) na maioria dos estados. Nesta quarta-feira (15), as redes hospitalares de 22 entes federados informaram que estão menos sobrecarregadas e apresentaram taxa de ocupação abaixo de 50%, parâmetro considerado como dentro da normalidade.

Essas informações são consolidadas diariamente pelo Ministério da Saúde com base nos dados disponibilizados pelas Secretarias Estaduais de Saúde. Na prática, a baixa ocupação quer dizer que o sistema de saúde está menos sobrecarregado e registrando menos casos graves ou gravíssimos da Covid-19, ou seja, situações que demandam internações e/ou intervenções médico-hospitalares, o que reflete em um cenário epidemiológico cada vez mais confortável no país.

A queda nas taxas de ocupação dos leitos também reflete na maior capacidade de atendimento de casos de urgência e emergência, além de permitir a retomada gradativa e segura de cirurgias e procedimentos eletivos.

No momento, apenas os estados do Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul apresentam taxas de ocupação na zona de alerta, que varia entre 51% e 69%. O Distrito Federal, que também estava nessa situação, reduziu a taxa de ocupação e passou a estar dentro da normalidade.

Paraíba

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, a taxa de ocupação dos leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) é de 20%. Por regiões, o Sertão tem a maior taxa de ocupação com 27%. A região é seguida por Campina Grande (22%) e região de João Pessoa (20%).

Com Agência Saúde

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta