Justiça derruba sigilo no processo do motoboy morto após atropelamento

Uma decisão da juíza Francilucy Rejane de Sousa Mota, da 2ª Vara do Tribunal do Juri de João Pessoa, derrubou o sigilo no processo envolvendo o atropelamento e morte do motoboy Kelton Marques. O principal suspeito segue foragido: trata-se do empresário Ruan Macário – que teve o nome incluso no site Procurados PB.

Kelton foi morto no último sábado (11), após ser atropelado pelo carro dirigido por Ruan a 163 km/h. O caso aconteceu no Retão de Manaíra, região da orla pessoense.

“Considerando que já foi publicizado em vários meios de comunicação o decreto de prisão do réu, não existindo razão para que a cautelar permaneça sigilosa”, escreveu Francilucy. A prisão preventiva de Ruan foi decretada. Havia expectativa para que ele se apresentasse espontaneamente esta semana, o que não ocorreu. Buscas e diligências seguem em curso até mesmo em outros estados na tentativa de prendê-lo.

Com Portal T5

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta