Suspeito de estuprar neta de companheira em Campina Grande é preso em SP

Uma ação conjunta das polícias civis da Paraíba e de São Paulo prendeu nesta terça-feira (26), um homem de 46 anos de idade, condenado a nove anos e 11 meses de prisão pelo crime de estupro de vulnerável. O fato aconteceu no ano de 2011, em Campina Grande.

Toda a investigação foi realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes contra a Infância e Juventude (DRCCIJ) de Campina, por se tratar de uma vítima menor de idade, mas a prisão foi articulada entre a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e a Polícia Civil em Mogi das Cruzes (SP).

À época dos fatos, o investigado vivia com a avó da vítima, de 13 anos de idade. A menina foi passar o fim de semana na casa da avó, já que sua mãe precisou viajar, e o investigado aproveitou para abusar sexualmente da adolescente, ameaçando matar os pais dela, caso aquele crime fosse revelado para alguém.

A criança só revelou o episódio à sua mãe dois anos depois, no ano de 2013, quando o investigado já não convivia mais com a avó da vítima. A mãe da menina procurou a Polícia Civil para registrar a queixa e as investigações transcorreram na DRCCIJ.

Após o trâmite do processo na esfera judicial, o investigado foi condenado a uma pena de nove anos e 11 meses de prisão, mas ele já havia foragido. Em investigação sobre outro caso, a DRF em Campina Grande acabou descobrindo o paradeiro do investigado e manteve contato com a Polícia Civil paulista para concretizar a prisão.

O foragido deverá ser transferido para Campina Grande, em data a ser determinada pela justiça, para cumprir a pena imposta pelo crime.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta