Vereadores se reúnem com Efraim e bancada federal garante mais R$ 7 milhões para duplicação da BR-230

Vereadores de Campina Grande, acompanhados de dirigentes da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), tiveram uma rápida reunião com o deputado Efraim Morais, coordenador da bancada federal da Paraíba, no último domingo (12) para tratar do aporte de recursos para duplicação da BR-230 no trecho da Alça Sudoeste.

O encontro ocorreu no município de Boa Vista, antes do Pedal Solidário, evento realizado pela prefeitura local para angariar recursos para o Hospital da FAP. Até agora, haviam sido assegurados cerca de R$ 20 milhões para a obra, através de emendas dos congressistas, além de R$ 8 milhões do orçamento do DNIT.

Estiverem presentes à conversa com Efraim os vereadores Marinaldo Cardoso (presidente da CMCG), Sargento Neto, Carol Gomes, Hilmar Falcão, Anderson Pila e Waldeny Santana, além do presidente da Famup, George Coelho; do prefeito de Boa Vista, André Gomes, segundo-vice-presidente da Famup; e o deputado estadual Tovar Correia Lima.

Após a reunião e conforme se comprometeu com os interlocutores, Efraim Filho voltou a Brasília e, como coordenador da bancada, apresentou destaque que deverá garantir mais R$ 7 milhões para a duplicação. Com isso, o valor levantado chega aos R$ 35 milhões, se aproximando dos R$ 40 milhões estipulados pelo DNIT como necessários para iniciar os trabalhos em 2022.

VALORES

Após um ato realizado em Campina Grande no dia 05 de novembro, promovido pela Câmara Municipal, FIEP, Associação Comercial, CDL, ACI, Sinduscon, Famup e com apoio da Assembleia Legislativa, uma comitiva foi a Brasília e se reuniu com deputados e senadores, a maioria dos quais assegurou a destinação de emendas para a obra.

Efetivamente, até agora se confirmaram as seguintes indicações: senador Veneziano Vital: R$ 5 milhões; senadora Nilda Gondim: R$ 5 milhões; senadora Daniella Ribeiro: R$ 2 milhões; deputado Efraim Filho: R$ 2 milhões; deputado Frei Anastácio: R$ 1,5 milhão; deputado Pedro Cunha Lima: R$ 1,5 milhão; deputado Aguinaldo Ribeiro: R$ 1,5 milhão; deputado Ruy Carneiro: R$ 500 mil; deputado Hugo Mota: R$ 500 mil; deputado Damião Feliciano: R$ 500 mil.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta