Garçom condenado por estupro é preso enquanto trabalhava em Campina Grande

Um homem de 33 anos, contra o qual pela uma condenação de 12 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável, foi preso nesta quarta-feira (25), em Campina Grande. Ele trabalhava como garçom em um bar no bairro do Catolé, quando foi detido. Ele foi preso por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos e da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Infância de Campina Grande.

Ele deverá ser transferido para uma unidade prisional, onde ficará à disposição da justiça.

O crime

De acordo com as investigações, o crime foi cometido em junho de 2016, contra a enteada do sentenciado, à época com oito anos de idade. Ele praticava atos libidinosos contra a menina quando a mãe dela saía para trabalhar.

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta