Numol conclui que menina morreu vítima de afogamento e descarta sinais de violência sexual

O Núcleo de Medicina de Odontologia Legal de Campina Grande (Numol) concluiu nesta segunda-feira (1) a perícia do corpo da menina Talita Brito, de dois anos, que foi encontrada morta em um açude na zona rural do município de Montadas, no Agreste, durante a tarde. A menina estava desaparecida desde o domingo e existia uma possibilidade, que foi descartada posteriormente, que ela tivesse sido raptada.

Segundo o diretor, Márcio Leandro, foi constatado que o corpo da criança não apresentava sinais de violência e a causa da morte da menina foi afogamento. Ainda de acordo com ele, os responsáveis pela criança irão fazer a retirada do corpo da unidade na manhã desta terça-feira (2).

Paulo Pessoa Autor

Deixe uma resposta